domingo, 6 de dezembro de 2015

Tag Respondendo uma seguidora sobre perfumes!

Tag Respondendo uma seguidora sobre perfumes(por Rosiane Andrade).

Perfumes citados: Romance Ralph Lauren,  Chanel n. 5, Rive Gauche YSL, Tommy Girl, CK one Rumba Passion, Kaiak feminino, Tabu de Dana, Morena Flor Avon, Far away Avon


quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Tag Minha personalidade

Minha querida amiga do Aromas Dani que já elogiei aqui para vocês fala um pouco de si. Acho legal sabermos um pouco mais da pessoa por trás do cheiro...rs
É um dos melhores blogs brasileiros sobre perfume, tem um estilo leve e saudosista que remete ao meu e fico aqui agora para também indicar o novissimo canal da Dani
espero que as queridas companheiras de Blog Lu(Floral e amadeirado), Di(a louca dos perfumes), Carla (pimenta vanilla)e Li(Parfums e poesie) também façam uma tag similar em seus blogs.

Todos blogs que amodoro, aprendo muito. É uma alegria imensa desfrutar da amizade e do conhecimento de vocês!

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Entrevista para o site Ego in Vitro

Tive o prazer de conhecer Daniel Barros no mundo virtual e através dele adquiri não somente perfumes raros mas também conhecimento intenso e contínuo sobre perfumaria em seu site de consultoria perfumística Ego in vitro. Ele é realmente um grande estudioso sobre o assunto e se esforça grandemente em seu site para trazer conteúdo fantástico. É nosso "patrimônio perfumístico" por excelência e é mister reconhecer seu esforço hercúleo de trazer o Brasil para um novo patamar de reflexão sobre perfumaria.
Daniel Barros é também autor dos dois livros 212 perfumes para provar antes de morrer e 303 perfumes para provar antes de morrer,  versão feminina,que tive o prazer de ajudar na seleção dos perfumes escolhidos. Ambos são generosas publicações informativas para quem é apaixonado pelo mundo dos perfumes. E acreditem: Vale muito a pena ter consigo esses livros!
O site Ego in vitro de Daniel Barros junto dos livros são  sem dúvida das  maiores fontes de conhecimento sobre perfumaria atual brasileira e também uma oportunidade de fazer uma consultoria olfativa exclusiva, pois se trata do Frangrance coach pioneiro do Brasil.

Livros:

Com grande felicidade fui entrevistada em seu site aqui juntamente de outros blogueiros brasileiros que se dedicam a decifrar o mundo dos perfumes:


Abaixo segue a entrevista, mas não se esqueçam de conferir as demais citadas no Ego In Vitro
http://egoinvitro.com.br/blogueiros/




Entrevistas com Blogueiros


CrisNobreCris Nobre | Templo dos Perfumes Cris foi uma das pessoas que mais ajudou a me desfazer da minha coleção pessoal, especialmente adquirindo os grandes clássicos e os retrôs, ignorados pela maioria. Imediatamente, detectei o perfil sério e engajado da blogueira, sempre muito cuidadosa na escolha (e até pronúncia) dos termos corretos. Seu blog Templo dos Perfumes é uma das maiores fontes de conhecimento em perfumaria para quem realmente se interessa pela arte. COMO É A SUA COLEÇÃO E COMO ELA COMEÇOU? Tenho cerca de 400 perfumes. Tirando as experiências infantis, o primeiro perfume que me pareceu adulto e feminino foi Rive Gauchede Yves Saint Laurent, que pude desfrutar aos dez anos. De alguma forma, aquelas rosas metálicas e distintas foram uma experiência muito significativa que iriam direcionar futuramente meu gosto olfativo e meu ideário sobre o feminino. A descoberta do romântico Chloé Narcisse na adolescência assim como o floral branco elegante que é oWhite Diamonds ou a convivência antiga com o calor doce e animálico do Tabu foram montando o que eu poderia chamar de um sólido estilo pessoal. QUANDO E COMO VOCÊ SE TORNOU UMA BLOGUEIRA? COMO PESSOAS PRÓXIMAS LHE VEEM? O blog foi criado em 2014, um pouco depois da criação do canal no YouTube com a mesma proposta. A motivação foi puramente passional. Fui digamos motivada pelo autodidatismo e a vontade imensa de fazer com que minhas descobertas olfativas “conversassem” com outrem. Havia uma premência de dividir impressões e conhecimentos adquiridos. Não muito depois de começar minha coleção comecei a escrever no blog e a fazer vídeos sobre o tema. Nem todos do meu círculo mais imediato me compreendem. Digamos que continue um amor solitário. QUAL O SEU PÚBLICO? O QUE ELE BUSCA? Meu público tenho descoberto ser bastante variado. Percebo uma fidelidade e uma ânsia não apenas por saber minhas preferências mas também sobre tendências. É muito comum receber pedidos de resenhas e ajudas. Fico feliz que tantas pessoas venham por vezes tirar dúvidas ou desejem saber minha visão sobre um perfume, mesmo que ela seja estritamente pessoal. Acredito que o meu texto busque o informativo, mas a forma que escrevo também acaba passando uma imagem contemplativa e passional. O resultado acaba sendo, acredito, espontâneo, informativo e tendo fazer sempre um texto cortês. O foco mormente são as seleções de perfumes para dadas ocasiões e os famosos rankings. QUAIS OS SEUS PERFUMISTAS E CASAS FAVORITOS? Gosto de Jean-Claude Ellena e Michel Roudnitska por serem criadores com convicções amorosas assim como também gosto muito de Sophia Grojsman por afinidade. Ela tem uma tendência criativa inconfundível em seus perfumes que casa perfeitamente com meu gosto pessoal. E as criações de Michel Roudnitska para DelRae têm me fascinado bastante pela força expressiva e sensível de suas criações. Gosto de Hermès e Guerlain pela tradição e elegância. QUAL O MELHOR E O PIOR PERFUME DO MUNDO? Tenho fidelidade a alguns perfumes comerciais como White Diamonds, Rive Gauche, Tabu e Ô de Lancôme. Meus nichos favoritos são: Amoureuse, Début e Bois de Paradise (todos de DelRae), além de Arabie de Serge Lutens. Alguns perfumes me incomodam ou não me chamam a atenção, mas não consigo sinceramente eleger algum como o pior. QUE PERFUME DEU MAIS TRABALHO DE CONSEGUIR? Vivo numa busca incansável por perfumes antigos. Tenho certa dileção por esses antigos tão difíceis de achar, especialmente os em bom estado de conservação. É difícil avaliar qual foi mais difícil de conseguir. Para mim são muito preciosos porque foram conseguidos com muito sacrifício, seja financeiro ou de tempo. QUAL O PERFUME MAIS SUBESTIMADO E O MAIS “HYPADO”? Tabu e os clássicos que ainda são fabricados pela Avon são aqui no Brasil os mais injustamente desprezados. Estou sempre na defesa desses perfumes que trazem sim grandes virtudes, além de terem uma importância na história das penteadeiras perfumadas das brasileiras. Mas no geral os perfumes “vintage” costumam ser bastante desprezados pelos mais jovens, o que também considero assaz injusto. Alguns perfumes Tom Ford e Serge Lutens são os que poderia chamar de superestimados. Deixo como recomendações de perfumes a serem descobertos: Coriandre (Jean Couturier), chipre dos melhores. Também recomendaria A Scent de Issey Miyake, floral verde primoroso. COMO VOCÊ VÊ A SI MESMA E A PERFUMARIA EM 5 ANOS? Espero que o blog continue ativo e vivaz, e em conectividade com outros blogs de perfumaria brasileiros. Acredito que eu possa ainda escrever muito, pois no momento tenho parado para estudar e me aperfeiçoar sobre o tema. Em relação à perfumaria, acredito que haverá um confrontamento entre o marketing e o espírito assim como crescerão os problemas em torno das restrições em torno das matérias-primas. A tendência da natural perfumery e o ingresso na perfumaria independente farão parte do atiçamento da cultura de nicho versus popularesco. Com grande público consumidor e perspectivas promissoras carecemos, porém, de maior e melhor investimento na criatividade. Necessita-se de maior engenhosidade. pois vejo infelizmente uma tendência a ceder sempre ao fácil e comerciável, sem grandes arroubos de espirituosidade nas criações. 

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

O cheiro do paraíso: Resenha do perfume Je Reviens de Worth. Mesa redonda do mês de novembro!







Certa feita  li que o perfume Je Reviens de Worth tinha um cheiro de céu, um cheiro celeste.De alguma forma associo também esse perfume ao Paraíso.

O perfume Je Reviens é  uma  criação de Maurice Blanchet de 1932  para a casa de moda do inglês Charles Fredrick Worth que vestiu famosas damas do teatro e cinema como Sarah Bernhardt.

 Com sua popularização no pós- guerra , Je Reviens se tornou bastante conhecido no Brasil, embora já não se ache mais ele por ai. Já tive a experiência de ver pessoas chorarem quando o sentiram novamente. Era o perfume da juventude de muitos. O cheiro de mãe, de vó, de tias, de madrinhas, de vizinhas gentis que traziam bolos. É o encontro com os céus e o paraíso para muita gente. É o braço dado com a saudade e toda força que ela pode representar. Seja de amor ou dor, expurgação ou salvação, como um paraíso. Poucos perfumes vi trazerem tantas emoções para as pessoas como Je Reviens.

Por ser um perfume de muitas histórias, portanto assaz evocativo, é difícil dissociá-lo de experiência pessoais.

É evocativo até no nome “Eu volto” . E como volta! Volta num azul cortante.  




Para as moças dos anos 40 da época da Guerra, os soldados faziam a promessa da volta e  do paraíso perdido dando para suas esposas e namoradas uma garrafa de “ Je reviens”. Eram ternas as lembranças e dar um Je reviens para as penélopes parisienses da espera ficou na história da perfumaria mundial.
A popularização foi tanta que de perfume caro, de luxo, Je reviens se tornou mais acessível, alem de um enorme sucesso pois se tornou uma declaração de amor e um sopro de esperança de paz e de volta com seu sugestivo nome, imitando o sucesso que o perfume N’aimez que moi de Caron fez na primeira guerra.
Je reviens, como disse, é um dos perfumes mais sentimentais que tive notícia. .
Para mim , porém,Je reviens é o cheiro de sábados na minha terra natal. Dia de lavar roupas brancas, de se por anil, de se deixar sonhar com os cheiros evolando dos lençóis branquinhos quarando no quintal naquele céu azul imenso, puro, límpido que eu tanto olhava .Dia de ouvir minha mãe entoando cantos enquanto lavava roupa. Tardes fagueiras, começo de noite.Percebi que havia uma marca de anil que tinha o cheiro de Je Reviens que fatalmente me fez lembrar desses momentos. Este é Je Reviens para mim. Ficou com cheiro do céu azul que iluminava as roupas brancas que recendiam a ele. A cor azul do seu frasco, de sua caixa me dá mais essa ideia ainda. E descobri com isso que a fragrância de Je reviens inspirou saponáceos no mundo todo.
Mas há o Je Reviens para muitos. Há pouco tive a felicidade de achar dois frascos. Um  dele vintage que consegui com a querida Diana do Aloucadosperfumes (e vale a pena conhecer esse blog gente! Indico também aqui no fim do post pois ela também escreve sobre o cheiro do paraíso). Gratidão imensa!
Mas, sobretudo, Je reviens é um perfume azul. Azul de anil, azul de céu. E esse cheiro azul é  na verdade uma maviosa mistura de lilás, violetas, gerânios frescos, Iris empoada e jacintos(e suas amáveis coreis entre o azul, rosa e demais tons liláceos, o que faz ele ter alguma proximidade com Aprés L’ondée em certos momentos),rosas puras, narciso adamascado, citrinos muito ligeiros,jasmim tranquilo e aldeídos e aldeídos assaz vítreos e limpos(aldeídos a La First, Van Cleef and Arpels, o que faz dele um floral aldeídico por excelência.). Há um apoio de cravos doces e musgo de carvalho tão equilibrados e gentis que fico encantada como notas tão fortes aqui estejam tão carregadas de sutileza. Por isso cai tão bem associa-lo a cheiros de roupa  asseada. Um cheiro de céu , bênçãos e lavor. Um agradabilíssimo e elegante cheiro saponáceo sim. Mas ao mesmo tempo há algo de paz luminosa fresca e generosa que emerge dele assim como também uma profundidade misteriosa que o torna para mim complexo e inclassificável, no fim .Mas é perfeitamente possível ver moças  elegantes e jovens bem penteados usando –o num tempo antigo, num mundo melhor e passadista.
Sobre a cor azul que tanto nos comove que nos faz reviver memórias tão  estimadas , ela é em verdade inspirada na predominância da cor azul turquesa nas criações do estilista Worth, assim como também o querubim dourado  que está sempre na caixa faz parte do patrimônio da marca.
Só sei que tudo nele é de uma melancolia e pacificação tão invulgares e ao mesmo tempo tão estranhos que podem caber também num simples bloco de anil que branquejou as suas roupas ou na saudade doída das meninas por suas mães ou das moças pelos seus maridos que se foram nas guerras.
Cita-se muito sua semelhança com Blue Grass de Elizabeth Arden que ainda não conheci, infelizmente.
No fim para mim Je reviens é o cheiro do meu paraíso perdido,
É um dos cheiros mais signitificativos e gratificantes da minha vida E sinto um amor imenso por ele. E morro de medo de perder meu exemplar grande dele novamente(e querendo muito ter outro pra chamar de meu) e meu pequenino vintage de 20 ml é o meu talismã.

Beth Casagrande fala dele também aqui  e a querida Diana também aqui


Vocês podem encontrar mais excelentes "cheios do paraíso" aqui nos queridos blogs sobre perfumaria do nosso Brasil:


E de brinde, uma bela canção, pois "Je reviens"

Nos Encontraremos Novamente

Nos encontraremos novamente
Nos encontraremos novamente,
Não sei onde,
Não sei quando
Mas eu sei que nos encontraremos novamente em algum dia ensolarado
Continue sorrindo até o fim,
Assim como você sempre faz
Até que o céu azul afaste as nuvens escuras para longe

Então por favor diga "Olá"
Para as pessoas que eu conheço
Diga que eu não demorarei
Eles ficarão felizes em saber
Que quando* você me viu partir
Eu estava cantando essa canção

Nos encontraremos novamente,
Não sei onde,
Não sei quando
Mas eu sei que nos encontraremos novamente em algum dia ensolarado

[Nos encontraremos novamente,
Não sei onde
Não sei quando.
Mas eu sei que nos encontraremos novamente em algum dia ensolarado.
Continue sorrindo até o fim
Assim como você sempre faz,
Até que o céu azul
Afaste as nuvens escuras para longe
Então por favor diga "Olá"
Para as pessoas que eu conheço.
Diga que eu não demorarei.
Eles ficarão felizes em saber
Que quando* você me viu partir,
Eu estava cantando esta canção.

Nos encontraremos novamente,
Não sei onde,
Não sei quando
Mas eu sei que nos encontraremos novamente em algum dia ensolarado]

Fotos fontes: google



terça-feira, 3 de novembro de 2015

Comprinhas de perfumes

Mostrando perfuminhos recém comprados além de boníssimos presentes! Estimo que gostem dessas comprinhas de perfume! Obrigada e atenciosamente


quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Resenha Perfume Versace Versense

 O perfume de hoje é uma agradabilíssima criação de Alberto Morillas (e uma de minhas diletas em dias de calor) que é o perfume Versace Versense.
Alberto Morillas tem sido hábil em criar os perfumes frescos do meu coração, lindos e distintos, como é o perfume Omina Green Jade que já resenhei aqui. Dos meus preferidos para o verão! Uma elegância fresca e única.
A criação de Versace Versense é de 2009, mesmo ano da criação do perfume Omnia Green Jade.
Versace, com sua medusa que representa o amor às artes, jungindo culturas grega e italiana, pretendeu com esse perfume nos trazer um iridescente mediterrâneo.
Ao aspirar esse perfume, assim o senti: tão rico, tão multifacetado, tão revigorante. Tem o cheiro do bom agoiro, da lisonja, da fartura. Lembra-nos o bom ar das encostas, os bons ventos montanheses,o sol primaveril e seu poder de cura das encostas escarpadas do Mediterrâneo.
Traz-nos a sensação de passeios com roupas brancas,chapéis protegendo do sol, num campo de flores igualmente brancas, que abundam na terra fértil que é banhada por águas incrivelmente claras, de múltiplos azuis e verdes, aquecidas pelo ar quente que brota do deserto saárico.
O frasco é um ornamento que matiza nossos sentidos, dum claro verdejante e tampo prateado que nos lembra espumas do mar.
E o cheiro que sentimos é sobremodo de saúde e de fome da salutar culinária da região contemplada pelo mediterrâneo.

A abertura é um alegre pomar toscano, com seus citrinos a mão, dourando sob o sol.Mimosas tangerinas, doces limas da pérsia. Essa amável conjuntura cítrica nos envolve e conforta. Logo são acompanhados por um figo em compota, delicioso e suculento,que chega junto de lírios absolutamente frescos.
Sua desenvoltura de repente nos traz um leve amargo do cardamomo, que por vezes nos dão uma impressão de cascos, de bagas e sementes de uvas.
E sua finalização é absolutamente tocante, com o sândalo que aqui se faz cremoso e levemente terroso, cravejado de uma sensação bastante arbórea vinda dos cedros que evocam ainda mais o frescor.
E a oliveira da um toque incrivelmente azeitado, como se tomássemos por fim sumos tônicos de limão e figos pingados de oliva e cardamomo.
É tão incrivelmente elegante, fresco e lisonjeiro que só posso torna-lo ornamental,paisagístico,contemplativo, digno de bebidas ricas abaixo de um sombreiro, dentro de um jardim mediterrâneo, convivendo com bom ares que serpenteiam como medusa, nos revitalizando.
A duração é excelente, como a longeva população mediterrânea, e sua propagação é irradiante como a alegria que emana desses povos.

Ao sentir esse perfume, vem-me a frase: alla tua salute!
Você pode encontrar uma outra resenha desse perfume aqui no blog da querida e competente amiga Diana no A louca dos perfumes!

Fotos: fonte fragrantica,

domingo, 25 de outubro de 2015

Resenha Kelly Calèche de Hermès

Kelly Calèche, obra de Jean Claude Ellena é um perfume de homenagens dignamente cumpridas. Existe nas versões edp e edt, tendo chegado em minhas mãos tão-só a versão edt(e como quero agora a versão edp! )
De antemão percebemos  em suas intenções que se trata de um “labour of Love”, mas aspira-lo é ter uma prova  disso. Essa rosa encourada, tão leve e tão elegante, que leva o nome da famosa bolsa Kelly  de Hermés eternizada  por Grace Kelly assim como também o nome do clássico chique Calèche, carro chefe da marca, é de fato uma criação que me parece ter sido feita de forma muito amorosa, longe da austeridade elegante e magistral de Calèche. Porém é mesmo assim perfume de distinção com proposta imagética, sensorial e intelectualizada, bem ao gosto das criações de Ellena .
Um perfume pode ser tanto contemplativo quanto portável,e acho que é  isso que se  vem aqui buscar.

 Kelly Calèche não se trata de um perfume exatamente romântico.  De certo há algo permeado de anjos . É um “couro angelical”, pois. Mas o  couro  é  naturalista demais para se tratar apenas de romantismo, e isso torna o perfume carnal a contento. Uma rosa encarnada. O couro dá esse aspecto quase luxurioso(como também luxuoso). Porém há  esse aspecto floral magnânimo,  como  o sopro de um balanço de asas de delicadeza angelical:   Um couro de bolsa Kelly, com um monte de rosas frescas a La In Love again  e Rose Ikebana e um volátil pó de Iris e muita mimosa  se oferecendo. Uma visão(ou aspiração) celestial? É de imaginar Grace Kelly portando sua bolsa Kelly Hermès e  o usando? Por certo é possível imaginar que ela o pudesse desfrutar de um perfume com pretensões tão etéreas.
O resultado é um couro para “moças de fino trato”.  Um couro que seria então macio como uma pele de pêssego, cheio de mansuetude.Um couro sutil e naturalista para ingressar nessa nota que pode sim e muito se encorpar.


No fim temos uma despedida levemente enfumarada do vetiver. Rosas, pó  e couro enfumarado no fim  dando um ar de camurça.É perceptível que se trata de um perfume que trabalha bem mais com as notas de coração do que as de fundo(o que também faz muito o estilo de Ellena). Acredito que por isso, e como nada pode ser perfeito, achei que a duração deixou a desejar, mesmo para um eau de toilette. Espero poder encontrar no edp uma melhor duração com o mesmo espírito de couro asado e perfumado.
Como bônus de curiosidade,  Jean Claude Ellena disse ter se inspirado na criação de Kelly Calèche(assim como na criação de Cuir D’ange) no livro  Jean Le Bleu, de Jean Giono, uma obra autobiográfica de Jean Giono que  conta anedoticamente sua vida enquanto amava os cheiros provençais, que por sua vez inspirou o filme “La femme Du Boulanger”, de Marcel Pagnol. Enfim, mais uma vez entendo esse caráter laborioso amoroso do perfume, de inspirações  íntimas  e culturais que acabam por confabular com o público. É com lisonja que recebo esse perfume asado e encourado. Nas borrifadas vivem muitas situações e memórias.
Faz-me querer conhecer com voracidade o perfume Cuir D’Ange, perfume vencedor do Fifi award  de 2015 de melhor perfume exclusivo, assim como também Kelly Calèche edt foi premiado no Fifi award de 2008.
De Jean Le Bleu “Je ne peux passer devant une échoppe de cordonnier sans croire que mon père est encore vivant, quelque part dans l’au-delà du monde, assis devant une table de fumée, avec son tablier bleu, son tranchet, ses ligneuls, ses alènes, en train de  faire des souliers en cuir d’ange, pour quelque dieu à mille pieds.”


Minha resenha em video:

Imagem: Fonte: Fragrantica

terça-feira, 16 de junho de 2015

Tag indique um perfume


Perfumes citados:
Lovely Sarah Jessica Parker
Chanel n.5 edp
Paris elysees miss elysees(lembra o chanel 5)
Allure Chanel edp
Perfumes  da Mahogany: Mel das flores,  Make me fever gold(que parece o Chloé)
CK One, Ck Be e Light Blue Dolce & Gabbana
Rumba Passion Ted Lapidus
True Love Elizabeth Arden
Cafe de Cafe parfuns
Opium YSL
Cecita Boticário
Narcisse Chloé
Truth Or Dare Madonna
Fracas Robert Piguet





Perguntas da TAG:
1. Qual perfume que foi descontinuado / Edição Limitada que você acha que deveria voltar a ser fabricado?
2. Qual perfume ‘’batidão’’, aquele manjado que todos já conhecem, porém você o ama e usa e não está nem aí para exclusividade?
3. Fale de um perfume pouco conhecido que você curte bastante e que os outros deveriam conhecer.
4. Você tem/teve algum perfume que comprou por indicação, porém não curtiu muito?
5. Qual perfume você não curtiu muito de cara mas depois de dar uma chance ficou apaixonado?
6. Um perfume fácil de agradar.
7. Um perfume que você acha difícil de agradar, mas que você curte muito.
8. Qual perfume nacional é o seu favorito?
9. Se você fosse uma celebridade ou um designer fashion, qual perfume que já foi lançado no mercado que você gostaria de ter lançado levando o seu nome como uma invenção sua?
10. Indique um perfume que você acha que vale a pena ter na coleção.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Um perfume metamorfose ambulante: Resenha do perfume Satine de Lalique.

Resenha perfume Satine de Lalique

Resenha em video:

A rotina como uma saia plissada, rodopiando   A vida como um baile numa contradança do mesmo personagem, a dispor de novos ventos.
Pensando em perfume que se assemelhe a essa rotina que se metamorfoseia sem que  se abandone o ensimesmamento, proposta da mesa rodada do mês de maio,  pensei na proposta de um perfume que  conheci recentemente e que muito me agradou por ser sombreado, ondulado e quase performático em suas muitas notas ondulatórias que se assemelham a sobreposições.
Falo do perfume Satine, de Lalique. O  frasco é  hipnótico, de poder realmente encantador vindo da ideia original do mago vidraceiro René Lalique,  Entenda-se: O frasco é inspirado na criação La Perle Noire de René Lalique em 1924, para a Forvil, conforme podemos observar na foto

 O frasco do perfume da Lalique Satine, que em francês evoca sedas e cetins,  foi criado por r Aesthete Thierry (agência Baschmakoff). O tampo cor de prata é cravejado pela andorinha  emblemática da marca.Tal frasco se insere na ideia da saia de seda drapeada que simboliza o dia a dia feminino da mulher que amaria a fragrância Satine:  Uma rotina que pede vários cheiros em um, sem perder a delicadeza, a harmonia e a feminilidade.
Pensando nisso a perfumista Nathalie Lorson  em 2013 criou o perfume Satine de Lalique que passa por várias evoluções que mais parecem camadas e camadas que trazem  certa modernidade. A cada momento é possível sentir com vigor as notas harmonicamente contrastantes de Satine, descritas pelas marca como esferas que se fundem umas às outras, formando trilhas que devem acompanhar o dia a dia de uma mulher em seus muitos momentos.
Esse perfume que se metamorfoseia para mim começa com uma explosão de pimenta rosa, nota que muito tem agradado nas criações mais modernas. Depois sua alma se abre com notas que para mim serão sobressalentes e se mostrarão até o fim do perfume: a mistura de baunilha, patchouli e fava tonka, bem ap gosto de perfumes como La vie est belle. Muitos pararão por ai e decidirão que Satine é um mais um oriental gourmand sem grandes diferenças. Porém é preciso sempre esperar o rodopiar da saia e em muitos momentos Satine se mostra polvosoro e sedoso como um próprio cetim, agraciado por sândalo bastante cremoso e muito heliotrópio, assim como em certos momentos somos por ele acalmados por um vetiver intenso, dando aquela sensação de “gelol”, agradavelmente mentolado mesmo que ainda persistam traços gourmands das notas de base. O resultado é um perfume gentil e muito durável.
Para a mesa redonda desse mês que  trata de perfumes metamorfoses ambulantes me veio rapidamente a cabeça esse perfume tão sedutor  e performático que conta com a delicadeza e boa durabilidade da Casa Lalique, com um dos frascos que considero dos mais bonitos da perfumaria.
Convido-os a conhecerem outros blogs de perfumaria que falam sobre o mesmo assunto e deixo de apoio um vídeo resenha sobre o perfume Lalique, de Satine.
Priscila Lini em Parfumee
Luciana em Floral e amadeirado




segunda-feira, 16 de março de 2015

Top 5 perfumes preferidos(Os meus perfumes mais bonitos)

TOP 5 PERFUMES PREFERIDOS

Na rodada do mês dos Blogs de Perfumaria tentamos pensar em perfumes bonitos para tempos difíceis. Para mim os preferidos acabam sendo os mais bonitos. Cada um dos que citarei aqui foram casos de amor  a primeira cheirada. Então fiz uma seleção de meus top 5 perfumes preferidos!
Não importa se eu mude ou o tempo passe , pois sempre serão amados. Um deles (Je Reviens de Worth) não vou falar agora pois ainda estou muito afetada com sua perda(Sumiu um meu de 100 ml e não estou conseguindo repor pois tenho pavor de importar e pagar taxas, mas ficar sem ele juro que dói demais).
Mas, enfim, os cinco que escolhi são meus perfumes casa, minhas moradas. Fazem parte de mim como minha língua materna. Por isso, considero-os os perfumes mais lindos do mundo, assim como nada pode ser mais belo aos meus olhos do que o mar de Fortaleza ou a poeira do meu sertão, Quixadá , de onde vim e agora sofro de saudades.
Então vamos lá ao meu TOP 5 PERFUMES PREFERIDOS

1) White Diamonds, Elizabeth Taylor


Meus perfumes preferidos:

Emblemático, atemporal, assim é o perfume White Diamonds, de Elizabeth Taylor.Um versátil de qualidade, para arrancar elogios diuturnamente.  Rastro delicioso e duração excelente.É o melhor floral aldeídico que já conheci. Ganhou um FiFi awards em 1992, um ano após seu lançamento por melhor fragrância popular.
Para mim tem valor de joia. Um cheiro diamantado.  O perfume white diamonds tem pretensão de eternidade. Enche as almas com seu cheiro orquestrado e penetrante. Clássico, elegante, limpo. Aldeídos muito gentis, macios. Flores brancas em sumos agradabilíssimos. Não é esnobe, é apenas bonito. Há quem  possa acha-lo  "Old lady" pela presença das flores brancas e do musgo. Mas esse musgo só o refina ainda mais, dá-lhe um toque de glamour.Um musgo de luxo.Amo sua pretensão de universalidade e eternidade.  White diamonds é um PERFUME cheio de matizes, riquezas e virtudes. Tudo tão bem mesclado e aquela amavel sensação cristalina...E ainda hoje é uma das fragrâncias que mais vendem no mundo. Uma pena ser tão difícil de acha-lo no Brasil!

2) Rive Gauche


Tive a imensa alegria de conseguir uma versão vintage dessa preciosidade que é o perfume Rive Gauche de Yves Saint Laurent que tanto amo(obrigada Simone!) Esse filho melhorado de Calandre,  criado em 1971, veio na onda metálica glitter modernosa vinda de figuras como David Bowie. É a mulher moderna parisiense representada: feliz, emancipada, coberta de prata, portando um azul caneta, um azul céu, um azul rio. Amo seus acordes metálicos, frios, seu absoluto de rosa, os acordes  hesperídeos  e sua abertura verde e fresca que me faz lembrar por vezes Ma Griffe para depois nos brindar com um corpo lenhoso e levemente musgoso para mostrar sua densidade. É um sabonete para Deusas, como insinuou Luca Turin ao aponta-lo como o sabonete que a Deusa Diana usaria. Sim, o sabonete  fino da Deusa modernosa e caçadora que a era a mulher setentista parisiense. É lindo, limpo e chique. Um primor de perfume que é Rive Gauche de YSL.

3) Chloé Narcisse




Meus narcisos românticos, reis da comoção e do entorpecimento. O perfume Narcisse de Chloé é meu perfume identidade. Derramado, um tanto melado. Um tanto romântico. Cheio de força e expressão. Tem por nota principal a flor do mito Narciso, que pende sobre si. Usa-lo exige certa vontade de aparecer, pois sua potência é exuberante. O resultado de suas tantas flores brancas e amarelas é aveludado e adamascado sobre a pele. É, de fato, uma experiência narcísica usa-lo. Seu acorde inicial é apessegado, com licor de abacaxi, esquentado por resinas, cravos doces e empoado pela violeta. O resultado é um oriental floral agudíssimo, uma cálida criação, com um quê do Spellbound e Tresor. Temos sua versão princesinha aqui no Brasil: o lindissimo Cecita, do Boticário, que muito me servirá já que o perfume Narcisse está descontinuado. Uma versão mais leve e menos doce dele.

4) Burberry London



Ele é um pouco como eu. Burberry London é um perfume para quem ama tradições, a segurança.É também um tanto como Londres: tão cinza mas ao mesmo tempo tão iluminada! Tão tradicional mas ao mesmo tempo tão moderna!  E amo sua alusão a chuva: Trench coat, galochas e a espera do sol.  O perfume Burberry London tem acordes clássicos, com sobriedade e temperança, mas de beleza indescritível. Uma linda funcionalidade e excelente duração e expansão de seu cheiro de flores brancas delicadas carregadas por acordes cítricos belíssimos(em especial aqui a clementina). Dominado pelo jasmim e madressilva há em certos momentos um jasmim manga(flor de tiare) bastante pungente. Há também uma rosa orvalhada, frescor do almíscar branco e da peônia.Perfeito e versátil. Ilumina quem o usa. Um cheiro encantador que sempre me remoça, mesmo que seja tão tradicional. Mas afinal, como não amar as tradições? Chá e chuva, um céu cinza. Amo esse cheiro durável e auspicioso.



5) Tabu



Ah,  Tabu de Dana!Esse amável perfume das cortesãs! Sim, das cortesãs, aquelas palacianas, tamanha a beleza de perfume. Como ele devia cheirar Madame de Pompadour, ou a Zinaida Zacienkin de Turguêniev. Tenho a sorte de ter exemplar vintage dessa pérola que é o perfume Tabu, mas me contento com sua versão atual, mesmo que menos animálica, quente e bafejada. Amo inspirações suas como Obsession, Youth Dew, Passion e Intimate, mas nenhum deles é Tabu, o perfume proibido, ferino como os olhos de Ava Gardner, que o amava.  A beleza dele é assim, felina. Na propaganda, um homem com um violino beija ardentemente uma dama trajada para o baile.
Sentir o perfume Tabu vintage, principalmente, traz-me essa sensação sensual e indescritível. O cheiro é um artifício de sedução, e a sedução é o artificio do mundo. Considero-o um cheiro caprichoso, que acompanha os contornos femininos, como se o corpo pois fosse todo odorífero. É feito para o pecado. É sobretudo animálico. Cheio de doçura de cravo, baunilha e bergamota, amparado por rosa búlgara, jasmim indólico e uma imensa profundidade musgosa e animálica. É um perfume quente e resinoso, bafejado, como disse. Um perfume de suspiros e hálitos.
E por isso é um dos perfumes mais bonitos que conheço. Para ele bem que podia ter sido dedicado La Traviata ou A dama das camélias.
Sua exuberância é sua virtude. Sua mundanidade é sua glória. Assim é Tabu de Dana perfumes.

Outras pessoas falam da beleza dos perfumes que as encantam nos blogs especializados em perfumaria do Brasil:

Floral e Amadeirado
Perfumes Big House
A louca dos perfumes
Le Monde est Beau
Odorata


Espero que tenham gostado do meu top 5 perfumes preferidos!

Fotos: fontes Google

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Perfumes românticos: Em clima de São Valentim


Perfumes românicos: Em clima de São Valentim







Hoje o post é inspirado e se pretende inspirador. Vários blogs sobre perfumaria entram em clima de romance e entoam suas escolhas para o dia internacional dos enamorados. São Valentim está aí para abençoar aqueles que insistem  amar. Nada como borrifadas de perfumes adoravelmente românticos como pano de fundo  para aqueles que desejam mãos entrelaçadas, rubores, palpitações e sedução.
Fiz uma seleção bastante pessoal de perfumes que para mim revivem o amor romântico. Uma seleção com cinco perfumes românticos. Fragrâncias cheias de ternura e um toque de malícia. Perfumes que me inspiram uma relação cavalheiresca, uma musa sublime. Que São Valentim nos traje sempre de enamorados e que nos proteja  de não podermos mais sentir nessa vida emoção. A vida pode ser casadoira. E o amor pode ser cortês em sua conjugalidade.
Fiz um video resenhando  os perfumes românticos  aqui citados:


Cito agora seis perfumes românticos para fazer suspirar:

 Resenha perfume  L de Lolita:




Inspirado em corais, estrelas do mar e uma profundeza de mar azul esverdeado, L de Lolita traz a languidez de uma sereia ao coração de uma menina que rebenta em flor em suas descobertas amorosas.  Assim é sua experiência  agridoce  da laranja amarga e da baunilha com um gosto de sal de lágrimas advinda da antenária. Amar dói, mas também pode ser uma doçura abaunilhada e condimentada por cravos como em L de Lolita.

 Resenha perfume Miss Dior(New)




O perfume Miss Dior é chypre moderno, com um patchouly cheio de graça para a era dos amores eletrônicos. O cheiro das Lolitas modernas. Embora não tenha a nota de pipoca caramelada do anterior Miss Dior Cherie, esse traz morangos açucarados que atravessam como flechas cúpidas seu coração rosado e ajasminado.

 Resenha perfume True Love Elizabeth Arden




Perfume feito para os casadoiros, com emblemáticas alianças de aspiração de eternidade desenhados em sua caixa(na versão vintage eramos coroados por duas doiradas alianças em seu topo),  o perfume True Love é uma criação passional de Sophia Grosjman. Seu cheiro delicado, todo voltado para as flores roxas de bebê, com camadas e mais camadas de terno pó de iris e adoçado por pêssegos de maturidade(que amar começa tarde!) e pó de pirlimpimpim de heliotropina inspira sensação de amor e proteção dos braços amados. Se há pó de amor, estamos diante dele.

 Resenha perfume Ombre Rose, Jean Charles Brousseau




E eis que parece que adentramos no quarto da moça que se delicia no espelho esperando seu amado!  O perfume Ombre rose de JeanCharles Brosseau é o perfume na penteadeira. A moça coquette, com seus frous frous. Um cheiro de Boudoir. De Laquê, de água de rosas, de pó de arroz e porcelana. O pó de arroz com cheiro de aldeidos e rosas nos acaricia de forma almofadada  o rosto como se voasse. E depois deitamos na cama melíflua da espera, cheia de mel e fava tonka. Assim é ombre rose: o quarto rococó dos sonhos da mulher amada.


 Resenha perfume Love Chloé



Mais um da leva amor e bom agoiro. O perfume love chloé é rosado, parcimonioso. Feito para o êxtase e para a delicadeza,  com uma imensidão de notas atalcadas, arroz doce úmido, recem cozido, vaporoso. O lilás, heliotropio(flor de baunilha) e a iris me dão essas impressões de juventude e pureza.Uma ode as flores roxas de bebês,
Um cheiro amavelmente eretrô e amo esse convite ao romantismo que chloé sempre tem feito.



  Resenha Baby Doll, Yves Saint Laurent




Fofura rosada que é o perfume Baby Doll, de Yves Saint Laurent.  Lembra o In love Again. E também xadrezinho vichy e Brigitte Bardot em sua melhor época. Floral frutado com frutas suculentas como abacaxi, groselha, maçã granulosa(um ar lúdico bastante texturizado) e arzinho de cumaru docinho com flor de baunilha(heliotropio) e um monte de rosas. O resultado desse mix de frutas e flores lembra goiaba com rosas. Uma gracinha linda e atrevida que é o Baby Doll de Ysl.. Para moças românticas, faceiras e inspiradoras.


E viva a arte dos cortejos, aos galantes, às moçoilas enamoradas. Que possam provar das ternuras e delícias da carne, do afeto e dos cheiros, juntos!
De brinde temos um video que fiz para entrar em clima de romance falando justamente dos perfumes românticos que escolhi! Espero que gostem!


Outros blogs falam amavelmente sobre perfumes em clima de são Valentim! Não deixem de conferir! Mesa Redonda imperdível!
Lu em  Floral e Amadeirado
Beth em Perfumes Big House
Priscila em Parfumee



AMAR

Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados, amar?

Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,
e o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,
é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?

Amar solenemente as palmas do deserto,
o que é entrega ou adoração expectante,
e amar o inóspito, o áspero,
um vaso sem flor, um chão de ferro,
e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de rapina.

Este o nosso destino: amor sem conta,
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada a uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor a procura medrosa,
paciente, de mais e mais amor.

Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa


amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.
(Carlos Drummond de Andrade)






Cenas de filmes e músicas que adoro(bem no climinha do tópico) : Namorados por acaso(Happy together) , Digam o que quiserem(Say anithing), Woman in Love( cenas de Essa pequena é uma parada e  Nasce uma estrela) e Peter Gabriel e Kate Bush(dont give up e Morro dos ventos uivantes)

Imagens: fontes google

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Top 5 perfumes para o dia a dia

Perfumes para o dia a dia


Nada me inspira mais a visão de perfumes básicos, sempre a mão, deliciosos e versáteis, que a magia ozônica dos anos 90. Calvin Klein ditava a moda da década auspiciosa, vinda de todo o otimismo Yuppie. Cheiros com sensação liberta, com visão franca, positiva e leve da vida. Palavras como clean, soft, cool tomavam conta e os perfumes se perfilavam junto a essas palavras.Nada como perfumes promissores com a cara dos anos 90 para indicar para um dia a dia que nos deve dar vigor, segurança e muito pique. Os perfumes versáteis pro dia a dia tem que ser realmente amigos! Então minha escolha são os clássicos que foram criados justamente para serem excelentes companheiros para o a dia dia.

Duas obras de Calvin Klein são icônicas pra mim nesse sentido, por isso no meu TOP 5 perfumes versáteis para o dia a dia é inimaginável que Ck One  e Ck Be não constem. Belos, clássicos, de bem com a vida, charmosos, para ambos sexos(ah, a liberdade dos compartilháveis) e todos os gostos. Impossível não gostar de ganhar de presente um CK ONE  e um CK BE. Impossível incomodar alguem quando os usamos no dia a dia. Como não indicá-los? Então, vamos conferir o meu top 5 perfumes versáteis?Meu top 5 perfumes para o dia a dia?

1)CK One de Calvin Klein



Lindo. Amo seu frasco simples, descolado. Cheira-lo ainda é uma experiência única. Porta-lo também é uma delicia. Sensação incrível de banho vindo do almíscar branco. Para um cotidiano extremamente “cool e clean”. Irreverente para sua época. Ainda causa a mesma sensação agradável e despretensiosa para quem gosta de frescos com sensação limpa com uma miscelânea leve de flores, frutas e madeiras que dão um efeito de chá de cítricos levemente verdinho, bem gelado e almiscarado.Faz lindo no calor.Obra maravilhosa de Alberto Morillas de 1994. O saudoso Insensatez do Boticário lembrava ele de forma muito legal.

2) Ck Be de Calvin Klein



Após o sucesso de Ck One a gracinha que é o Ck Be veio com a corda toda em 1996  e é um companheirão para o dia a dia. Chego a gostar mais dele que do que Ck One. Mais uma vez um perfume coringa, compartilhável, não cansativo e super  bacana. Esse tem um cheiro ainda mais soap, um ar ainda mais limpo e detergente na minha opinião. É discreto e apaixonante, com notas alavandadas, mentoladas, gramíneas e o mesmo cheiro maravilhoso do  almíscar branco limpo e confortável. Fresco, certeiro, muito amigo, assim é o CK BE de Calvin Klein. É sempre muito tranquilo usa-lo. A cara do nosso jeans mais amado. Floratta in Blue do Boticário faz lembrar bem ele.

3)Versace Blue Jeans




Falando da nossa velha e amada calça jeans,falo de um perfume super cool dos anos 90 que ainda é maravilhoso, clássico , muito agradável e fácil de usar que é o Versace Blue Jeans. Muito bom e barato. Embora não se declare compartilhável é muito comum que as moçoilas também caiam de amores por essa fragrância gostosa e despretensiosa como nosso jeans velho de guerra. Fragrância aromática,  com acordes cítricos mas também com ar oriental especiado, sua composição é bastante rica e possui desempenho na pele com duração e projeção superiores aos Calvin Klein citados acima, pois costumam ter duração de baixo pra média. Já Versace seja o Blue Jeans seja o Red Jeans já conseguem ficar o dia todo em minha pele.Além dos acordes de lavanda, cumarina,  baunilha, citricos e um monte de flores, em Blue Jeans somos premiados com os cheiros muito especiais do anis e do zimbro. Um perfume criado em 1994 que vem numa lata que é um charme e que por mim alem de ficar o dia inteiro comigo pode durar por toda eternidade. 

4)Versace Red Jeans


Versão feminina do Blue Jeans, o  Versace Red Jeans é uma composição pra mim super versátil e compartilhável também. Dura muito na pele e tem uma riqueza frutada bastante interessante. Simples mas multifacetado. Fresco, jovem e clean mas com um quê a mais. A proposta é vestir bem como um jeans  e ele consegue ser versátil como um jeans. Acho ele  a cara dos anos 90, com seus tantos comerciais sobre o jeans e o cotidiano. Amo suas notas frutadas, com pêssego levemente doce, a força da rosa e da  folha de violeta, o frescor do almiscar branco e da vitória régia. Por vezes, sinto a impressão de sentir um cheiro de suco de acerolas, bem gelado.Uma delícia o Red Jeans!

5) Light Blue



Eis um perfume que é a cara dos anos 90 mas veio um pouco depois. Light Blue de D& G também com um ar super compartilhável. Porém esse copartilhpavel feminino da grife Dolce e Gabbana é queridinho da atualidade e daqueles perfumes super versáteis que fazem bonito em qualquer situação, como por exemplo uma entrevista de emprego. Fresco, agradável, inspirado na cor de um céu azul iluminado, lembra a alegria e a positividade das manhãs  de Roma.Criado em 2001 por Olivier Cresp gerou todo tipo de inspirações.É muito fácil de agradar. Fresco, simples,  durável, com acordes cítricos comandados por um limão azedinho, maçã verde refrescante,  toque clássico de rosa e jasmim e um exotismo leve  vindo do bambu com o fundinho amadeiraod do cedro. A cara da cultura Prêt-a-Porter. É encantador e elegante e é muito gostoso de senti-lo.  O perfume Inizzio L'acqua Extreme da L'acqua di Fiori lembra bem o Light Blue!

Por fim digo que esses perfumes são excelentes escolhas também para presentes, pois toda humanidade precisa de perfumes pau pra toda obra!

Deixo com vocês também um clássico comercial de jeans dos anos 90, para vocês entrarem no clima do que estou falando, na linda voz de Adyel:


Outros blogs falam sobre sobre perfume pro dia a dia bem pau pra toda obra! Não deixem de conferir essas imperdiveis escolhas perfumisticas!

Le Monde est beau
Parfumee
OdorataParfums
Perfumes Big House
A louca dos perfumes
Perfumes na pele

Espero que tenham gostado dos meus melhores perfumes versáteis, dos meus top 5 perfumes para o dia a dia!Se gostaram ajudem a divulgar compartilhando! Beijos

Imagens: fontes Fragrantica.com

sábado, 10 de janeiro de 2015

Meu relacionamento com perfumes

Postando o video da Tag Meu relacionamento com perfumes! Espero que gostem! Beijos



Perguntas feitas da Tag Meu relacionamento com perfumes:
1. O que vem na sua mente quando você ouve a palavra: "perfume"?
2. Você acha que bons perfumes precisam ser caros?
3. Você consegue diferenciar um perfume barato de um perfume caro apenas pelo cheiro?
4. Se você pudesse escolher um nome para um perfume, que nome escolheria? Por que?
5. Qual a sua maior razão para usar perfumes?
6. Se pudesse criar seu próprio perfume, que notas você incluiria nele?
7. Você acha que sua pele fixa bem os perfumes? Que dicas você dá para uma melhor fixação?
8. Defina o SEU cheiro...
9. Já passou por algum constrangimento por causa do seu perfume?
10. Como você definiria o seu relacionamento com os seus perfumes?

Citações no video:

Canal Daniel Barros( e não Camargo)https://www.youtube.com/watch?v=VJ066nwM6XI

Ego In Vitro:http://egoinvitro.com.br/
http://egoinvitro.com.br/

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Favoritos de 2014

Video com os produtos favoritos de 2014!
Confiram meus favoritos no ano de 2014:



Produtos citados:

Leave in Termo protetor Seda Pós-quimica
Máscara matrix Opti Smoothie Care
Elsève óleo extraordinário
Protetor Solar Neutrogena  Sun Fresh Fps 30
Hidratante Nativa SPA Lichia
Narcisse Chloé  Eau de Parfum
Águas de Limão e Patchouli, O Boticário
Avène Eau Termale
Clearskin Avon Esfoliante Facial
Episol Color FPS 30 Protetor solar
Base Pure Make Up Maybelline
Base Alta definição Make B o Boticário
Balm Aloe Lips Forever
Lip smacker Fanta
Avon Batom rosa Matte
Avon Baton Tangerina Matte
Trata Corretivo
Batom Berry Kiss  Mary Kay
Delineadores Neon Vult
Primer para Olhos da Make B


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...