segunda-feira, 14 de abril de 2014

Melhores perfumes confortáveis

 Perfumes confortáveis

   O convite para falar sobre o imenso(sim, imenso) poder acalentador de um perfume veio em excelente momento para mim, depois de experimentar momentos de dor física intensa. Pude ver como certas fragrâncias podem ter o poder muitas vezes de braços de alento, de berço materno. Distraem-nos da dor, do tempo. Ajudam-nos a nos livrarmos de noites agônicas.A realidade sucumbe a uma outra realidade encantadora, bafejada. Os perfumes podem ser bênçãos, alvíssaras. Um mundo de bom agoiros. Em certos momentos, nada mais importa. Só aquele cheiro que conversa conosco, profundamente, nos pega pela mão e nos leva para nossas calmarias mais profundas.
   Percebo que em mim, assim como em muitos, a lavanda é a grande rainha da paz. Ah, planta magnífica. O encanto já começa no seu vivo tom liláceo. Outro nome da lavanda é "ouro azul". Do seu nome, vem-nos a ideia do lavor. E um lavor púrpura! Que precioso!Outro nome, esse de origem árabe, é alfazema. Esse nome acho ainda mais mimoso de se pronunciar.


  Ainda sonho com peregrinações nos "mares liláceos" dos campos de lavanda em Provence, provando de uma selvagem felicidade.
  Mas por ora o apego ao seu perfume tão caricioso e sedativo, com combinações sempre fagueiras, conseguem transformar a mulher em menina. E assim,lavanda, eu te bendigo.                          
 Lavandas não têm idade para encantar, mas é muito comum que fragrâncias destinadas a infância abusem desse ingrediente fantástico, uma sumidade de poder curativo. Algumas fragrâncias que escolhi, usam com graça e singeleza a lavanda. Outras duas foram eleitas por suas características muito peculiares.
      
São elas:
As lavandas:
1) Johnson 's baby lavanda


A minha primeira colônia. Lavanda clássica que é johnson's baby lavanda. Amor de muitos. Lembra-me minha mãe e sua mansuetude. Dura adoravelmente bem. Nada melhor que senti-la em um bebê lindinho.
2) Seiva de Alfazema

Ah, amável moça sorridente e seu cestinho em meio a um campo tão lindo de alfazemas! Outro clássico que só me traz paz e mansidão.Merece a eternidade. É um elixir de vitalidade a alfazema!
3) Giovanna Baby Rosa

Amor antiga o perfume Giovanna Baby.Lavanda de meninas. Lembra um adorável mundo rosa gotejado dessa infusão calmante. Há nesse frasco adorável um quê de reminiscências que acho que muitas outras mulheres meninas de agora também têm.

4) Thaty Boticário

Pulando para a fase menina moça.  Thaty do Boticário é Lavanda mais elaborada, que foi o pano de fundo para as muitas descobertas. De certo, há nelas esse bom cheiro da memória.
5)Johnson 's frescor


Essa juntou-se a um outro amor. Um cheiro amantíssimo de hortelã tem essa colônia Johnson's frescor. Desconheço combinação melhor, mais purificadora. A lavanda fresca juntou-se a pastilhas de hortelã. Sim, estou no paraíso. O paraíso cheira a lavanda com hortelã.
Os demais:
6) Je reviens Worth

Je reviens é  perfume muito antigo, porém descoberta recente. Ao aspirá-lo, senti o quintal de minha mãe. As roupas de cama brancas, estendidas, sob o céu muito azul. Um cheiro de anil. O cheiro dos céus. É um perfume nubívago. Cheiro do azul. Cheiro do beijo do vento. Traz a paz celeste. Je reviens de Worth é perfume muito especial.

7) L'air du Temps Nina Ricci

 L'air du Temps de Nina Ricci é  um nobilíssimo perfume. Não é arejado, como se propõe. É um cheiro caricioso e antigo. Muito feminino, muito terno. Cheiro de chá numa luminosa tarde. Traz a paz de pombas de asas abertas, congregando. Um cheiro muito lindo

              Mais blogs sobre perfumes amavelmente falam sobre os cheiros confortáveis que escolhem em dias de estresse após proveitosa decisão de primeira experiência em conjunto de blogs especializados em perfumes. Que venham mais e mais reuniões do tipo. Eis uma lista de todos eles falando sobre o mesmo assunto: os cheiros que nos confortam em dias de estresse.






















 Juliana Toledo Le Monde est Beau
 DâmarisVillage Beauté 
 Diana Alcantara Alouucadosperfumes
 Carla C Biscaglia Pimenta Vanilla
 Elisabeth Casagrande Perfumes Bighouse
 Vanessíssima Van Mulherzinha
 lily Loon  Parfums et poesie
 Denis Pagani 1 nariz 
 Vanessa Anjos Perfume na pele
fotos: fontes google

16 comentários:

  1. Seiva de Alfazema! Ao ver a imagem, foi como cheirar direto do frasco! E o Je Reviens, que me leva direto ao colo de minha mãe, quando era ela que em acalentava, e não o contrário, como tem sido faz muito tempo... idosos voltam a infância, não é isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Diana! Mundo sem estresse é o da infância!não tem como não voltar lá!

      Excluir
  2. Que texto delicadamente delicioso, Cris! Comprei um Seiva de Alfazema outro dia, acredita?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessíssima, esse merece lugar de honra! sempre! Obrigada pelo elogio meu bem!

      Excluir
  3. Cris foi um encontro ótimo! Sua abordagem da lavanda está correspondendo perfeitamente ao que eu sinto com este aroma. Gosto tanto que plantei inúmeras no meu jardim.As folhas são perfumadíssimas e estou louca para descobrir uma receita boa usando alfazema.- a cozinha mediterrânea usa a espécie de alfazema como tempero! Alfazema Garrão perfumou minha adolescência. É mais que perfume con forto ...é perfume saudade. Beijocas lindinha. Elisabeth Casagrande de Perfumes Bighouse.

    ResponderExcluir
  4. Amei, amei! Um texto que citou Seiva de Alfazema, Thaty e Giovanna Baby! Aliás, já leu sobre a história do lançamento deste último? A falta de verba para a divulgação dele levou a uma ideia incrível! De madrugada foram espalhadas pelas calçadas das imediações( alguns quarteirões) da loja várias conchas do perfume. Assim, ao amanhecer, com o calor do sol a fragrância exalaria mais fortemente do que já era ( imagine isso!!!) fazendo um caminho até a loja....
    Os 3 citados fizeram parte de minha infância e adolescência. E os campos de lavanda são um sonho...queria muito abrir a janela do quarto e tê-los como cenário.
    Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lily que legal esta história da divulgação nas calçadas. Idéia de gênio!
      Estou revisitando os blogs e realmente! Lavanda é o mais escolhido para repousar o espírito.Bjin

      Excluir
    2. Querida Li, desculpe toda a demora em responder, a desatenta aqui so viu agora os novos comentários...rs. Adorei a ideia que a Giovanna baby teve! Imagino como devem ter ficado os quarteirões...Há um claro apego emocional que nos levam a essas fragrâncias! beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Perfeito Cris! Belíssimo texto, você me fez querer o Je Reviens Worth! Bjo!

    ResponderExcluir
  6. Ai, viajei no tempo com o teu post. Realmente, me trouxe conforto só de ler!
    E pensar que o seiva de alfazema você encontra em qualquer mercado, praticamente não sente em ninguém devido ao preconceito de ser colônia de mercado. Que bobagem! Os Giovanas também vejo nos mercados.
    Colônias Johnsons....bem, citei uma delas no meu post, acho muito deliciosas, ninguém dá conta. Quando uso a Johnsons roxinha sempre ganho elogios!
    Parabéns Cris!
    Bjuxxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. querida carla, achei uma alfazema da avon muito bom, bem parecida com a tradicional...obrigada por sua visita meu bem! beijinhos

      Excluir
  7. Je Reviens .... nunca tinha ouvido falar dele, Cris! Plantaste em mim a semente da curiosidade. Lavanda foi o item mais citado entre os autores da 1a Mesa Redonda, vc viu? Em mim, no entanto, ela não provoca essa sensação, mas isso se dá em função de histórias pessoais. E o perfume, como sempre será, está intimamente ligado a isso, não é?

    Obrigada, querida, por ter aceito participar e por ter enriquecido com teu estilo precioso, repleto de história e intensidade.

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Minha mãe teve uma fase de usar Giovanna Baby, e não foi que um pouco depois apareceu um desenho que ela fez (ela desenha muito bem) chamado MEU NETO. Encaminhei para meu irmão e assim ficamos.

    Esse L'Air du Temps é coisa fantástica, um cravo lindíssimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dênis o l'air du temps sempre rende mais e mais resenhas embevecidas! Logo faço mais uma...rs. beijos e valeu!

      Excluir
  9. Esse texto é divino, nos faz repensar valores, acalenta nossa alma em lugar suave, traz de volta aquilo que perdemos no caminho da vida e nos encontramos novamente em lugar guardado pelo cheiro, o cheiro que traz acorda a nossa essência. Muito bom!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...